Mensagens

Mensagem do Patriarca Maronita na Quaresma - 2015
 

Líbano (Rádio Vaticano) – Que os maronitas e todos os cristãos libaneses dêem prova de generosidade com os cristãos expulsos de suas terras e obrigados aos êxodo pela guerra na Síria e no Iraque. Este é o veemente apelo do Patriarca de Antioquia dos Maronitas Cardeal Bechara Boutros Raï, em sua anual mensagem de Quaresma. O documento – reporta o Oriente-le-jour – é dedicado ao tema da solidariedade, centro da Mensagem de Quaresma do Papa Francisco que nos convida a rejeitar a “globalização da indiferença” com irmãos sofredores.

A mensagem do Pontífice é referência para o texto do Chefe da Igreja Maronita. “Deus – afirmou o Papa Francisco – não é indiferente ao mundo, mas o ama até dar o seu Filho pela salvação de todos os homens. Na encarnação, na vida terrena, na morte e ressurreição do Filho de Deus, se abre definitivamente esta porta mediante a proclamação da Palavra, a celebração dos Sacramentos, o testemunho da fé que torna-se eficaz na caridade. Todavia – adverte a mensagem do pontífice – o mundo tende a fechar-se em si mesmo e a fechar aquela porta pela qual Deus entra no mundo e o mundo nele”. Disto, a necessidade de renovação do Povo de Deus, “para não tornar-se indiferente e para não fechar-se em si mesmo”.

Referindo-se à emergência-refugiados no Líbano e em toda a região, o Cardeal Raï convida todos os fiéis libaneses a participarem generosamente da coleta de Quaresma da Cáritas Líbano, cujos fundos servirão para ajudar estas pessoas. A propriedade privada – recorda o Patriarca – está sempre vinculada a uma obrigação social”. (JE)

 

Reprodução de conteúdo autorizada desde que citada fonte
Eparquia Maronita do Brasil